terça-feira, 27 de janeiro de 2009

JUBILEU DE OURO DA IB IPUTINGA, RECIFE (PE) - 19


IGREJA BATISTA DA IPUTINGA, NO RECIFE (PE)CELEBRA JUBILEU DE OURO

Escrito por FRANCISCO BONATO PEREIRA, in OJB, de 15.Jan.2009

A Igreja Batista da Iputinga, dirigida pelo pr. Elpidio Araújo Neris Júnior, celebrou o seu Jubileu de Ouro no período de 22 a 24 de agosto de 2008, com cultos de louvor e adoração a Deus. Os cultos tiveram por tema: dia 22 – 50 Anos vivenci-ando o Amor de Deus, sendo orador o pr. Eufrásio Araújo; dia 23 – 50 Anos celebrando a Cristo, pr. Carlos Alberto de Melo; dia 24, manhã – 50 Anos: Tempo de reconheci-mento da soberania de Deus, prª Eufrásia Araújo; dia 24, noite – Celebrando o Jubileu de Ouro – com culto cantado e o musical “Experiência com Deus”, de autoria de Gary Rhodes e Clary Cloninger.

Os cultos tiveram presença de pastores e membros de igrejas da capital e de repre-sentação da CBPE. Os Coros da PIB Beberibe e da IB Iputinga, o Quarteto Remidos (SIB Areias), o Grupo Hebron e os cantores Dionísio Nascimento e Isaac Pedro entoaram melodias de louvor a Deus.

HISTÓRICO. A IB Iputinga foi organizada em 25 de agosto de 1958, em concílio promovido pela IB Capunga, sob a direção do pr. José Munguba Sobrinho, constituído com membros oriundos da IB Capunga e da PIB do Recife, que residiam no bairro da Iputinga. O pr. David Mein (IB Cordeiro) foi o orador do culto de organização da igreja. Josué de Souza Brandão foi eleito, na ocasião, pastor da igreja.

Na década de 50, vários membros da IB Capunga e PIB Recife que moravam no bairro resolveram se reunir para adorar a Deus e evangelizar os seus vizinhos. O resultado foi uma congregação que passou a se reunir na residência de um deles, situada na Rua Timbaúba, nº 277, e que se vinculou à IB Capunga, pela visão do pr. Munguba Sobrinho.

A IB Iputinga, um mês depois de organizada, decidiu adquirir um terreno onde construiu o edifício de educação religiosa e o templo, dentro de sua visão de Corpo de Cristo. É ativa participante das atividades cooperativas da denominação, no âmbito estadual e nacional. A igreja tem crescido pela ação da evangelização, contando hoje com 300 membros e muitos congregados, que participam ativamente das suas múltiplas atividades.

Os 50 anos da IB IputingaA visão da IB Iputinga, de proclamadora do Evangelho de Cristo, a tem levado a participar da obra missionária no Estado, iniciando a missão e organizando a IB em Maraial (1994) a qual até hoje recebe apoio no sustento do obreiro. Iniciou e mantém as frentes missionárias em Paudalho (PE) e Tabira (PE), Tribo Mambilara (RO) e Missão Novas Tribos (MT) e no Senegal (Norte da África).

A igreja, no campo local, mantém expressiva atividade social, cuidando de 250 crianças, propiciando alimentação, oficina de artesanato, reforço escolar e o conhecimento do Evangelho de Cristo.

A IB Iputinga teve como pastores: José Munguba Sobrinho (fundador), Josué de Souza Brandão (1958-1960); Jose Florêncio Rodrigues Junior (1960-1963), Manoel Acácio de Souza (1963-1967), Raymond Kolb (1967-1968); Djalma Rosa Torres (1968-1970); João de Deus Moraes (1970-1972); Arnaldo José de Carvalho (1972-1974); José Cariolando de Oliveira (1975-1985), Elpidio Araujo Neris Junior (1987-2008) (Boletim do Jubileu de Ouro).

O FUNDADOR: José Munguba Sobrinho nasceu em 13 de novembro de 1895, em Murici (AL). Estudou no Liceu de Artes e Ofícios de Maceió, dedicando-se à leitura de clássicos. Converteu-se a Cristo em 1911, sendo batizado na PIB Maceió pelo pr. Eutichio Vasconcelos. No ano seguinte (1912), teve consciência da chamada para o Ministério da Palavra, enquanto se preparava para estudar no Seminário Batista, no Recife. Estudou no Colégio Batista 15 de Novembro, em Rio Largo (1913-1914), dirigido pelo pr. José Pereira Salles. Estudou no Colégio Americano Batista e no Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil (1915-1918), recebendo, no primeiro, o grau de Bacharel em Ciências e Letras e, no segundo, o grau de Mestre em Teologia.

Consagrado ao ministério pastoral em agosto de 1918 na IB da Torre, a pedido da PIB Manaus, exerceu o pastorado por 11 anos (1918-1929), período em que organizou a Convenção Batista do Amazonas, fundou o jornal O Batista Amazonense e ainda organizou duas novas igrejas: uma em Manaus e outra no interior do Amazonas. Casou com Amazonila Aguiar, aluna da ETC, em 1923, com quem teve os filhos Amazonilze, Paulo, Silas, Samuel (pastor IB Porangabussu, CE), Aristóbulo, Maria Rosa, Carmen, Maria Luiza, Denise, Mirtes, Eline e Tomaz (pastor IEB João Pessoa, PB).

Retornou ao Recife em 1929, vindo pastorear a IB do Zumbi e ensinar no Seminário (STBNB) e no Colégio Americano Batista. Posteriormente, assumiu o pastorado das IB de Água Fria e do Cabo de Santo Agostinho. Assumiu o pastorado adjunto (1930) da IB Capunga e algum tempo depois o pastorado titular da igreja, que exerceu até a sua aposentadoria (1969).

Exerceu forte liderança na denominação no Amazonas, em Pernambuco e nacionalmente. Assumiu a direção do Seminário Batista (STBNB) em 1937 e exerceu a presidência da Convenção Batista Evangelizadora de Pernambuco em várias ocasiões. Escreveu: A tríplice vitória do amor, Quando chega a primavera e Esboço de Homilética. Munguba Sobrinho foi chamado à presença do Senhor em 1972, no Recife, aos 77 anos de idade.

Pr. Elpidio Araújo Neris Júnior: A IB Iputinga, desde janeiro de 1987, é pastoreada por Elpidio Araújo Neris Júnior, bacharel em Teologia (STBNB), casado com dois filhos. Além do ministério pastoral efetivo na IB Iputinga e interino na PIB Beberibe, o pr. Elpidio Neris Junior tem se dedicado ao Ministério de Apoio a Pastores e Igrejas (MAPI), ligado a SEPAL, no qual tem ajudado muitos pastores no Estado e às atividades na denominação.

Ao Senhor toda honra, louvor e adoração, agora e para sempre. Amém!

FRANCISCO BONATO PEREIRA - Comissão de História da CBPE, pastor da IB de Siriji (PE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário